8 de dez de 2015

Vaticano se posiciona oficialmente contra possível golpe.

Deixe um comentário
"[...] Que autoridade moral fundamenta uma decisão capaz de agravar a situação nacional com consequências imprevisíveis para a vida do povo? [...] É preciso caminhar no sentido da união nacional sem quaisquer partidarismo, afim de que possamos construir um desenvolvimento justo e sustentável", Acrescenta a comissão da CNBB.



Tradicionalmente a igreja moderna empenha-se no fortalecimento das democracias e derracodas das Ditaduras.
Nomes como o de Paulo VI, João XXIII e João Paulo II contribuíram para a queda de Ditaduras opressoras dentre elas a que assolou o Brasil de 1964 a 1985.
Através do Secretário Geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrich Steiner, 


A Santa Sé demonstra-se insatisfeita com a condução das políticas oposicionistas numa tentativa de Golpe contra um Governo Democraticamente Eleito, exercido pela Presidenta Dilma Rousseff.
Tais condições preocupam o igreja que acha que uma possível Derrubada da Presidenta seria catastrófico para a economia e um suplício aos mais pobres.